Falta de ciclovias e ciclofaixas são destaque na Câmara de Vereadores

ASCOM Câmara de Montes Claros ASCOM Câmara de Montes Claros

Em Montes Claros, a falta de ciclofaixas e ciclovias ganhou destaque na Câmara de Vereadores. O uso da bicicleta, além de ser uma prática saudável, é uma solução acessível a toda população, o que possibilita uma melhoria na mobilidade urbana e reduz a poluição provocada pelos carros.

Dr. Valdivino (MDB) defendeu que o trânsito só vai melhorar com a implantação de locais próprios para os ciclistas. “Se houvesse ciclovia eu trabalharia de bicicleta, mas alerto que os motoristas precisam respeitar os ciclistas”, comentou.

O Parlamentar, que também é médico, disse que a bicicleta é a solução para muitos problemas de saúde como hipertensão, obesidade e pode reduzir o estresse e casos de depressão.

Outro vereador que abordou o assunto foi Valcir da Ademoc (PTB). Para ele, campanhas de educação no trânsito, com foco na boa convivência entre motoristas e ciclistas, devem ser realizadas com frequência.

 

Novo movimento

 

Em Montes Claros, maior cidade do Norte de Minas, um movimento tem ganhado força, o Giro Moc que no primeiro evento reuniu mais de 400 ciclistas que percorreram a cidade em um passeio com o objetivo de conscientizar a população. O coordenador do movimento Thiago Martins informou que foi formalizado documento com reivindicações dos ciclistas que será entregue ao prefeito Humberto Souto.

 

Frota de veículos

 

Um levantamento do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) aponta que entre janeiro de 2010 a dezembro 2017 Montes Claros teve em circulação 211.362 veículos e o número de bicicletas aumenta diariamente. Não existem números oficiais que apontam a quantidade bicicletas nas ruas.

 

O que diz o Executivo

 

O secretário de Infraestrutura e Planejamento, Guilherme Guimarães, disse que nas vias arteriais (avenidas de grande movimento) serão implantadas ciclofaixas ou ciclovias e que em outras vias serão feitos estudos de viabilidade. Mas não divulgou prazos.