Serviços de saúde são ampliados para noite em Montes Claros

Serviços de saúde são ampliados para noite em Montes Claros Fábio Marçal

A dona de casa Gisa Ferreira, comemora a ampliação do horário no atendimento na unidade de saúde do bairro Maracanã. Ela que cuida da casa, filhos e ainda trabalha fora, pode procurar assistência médica, das 18h até 21h30, em Montes Claros.

Essa era uma reivindicação antiga da população que pediu apoio à Câmara Municipal e os vereadores, prontamente abraçaram a causa, sempre pedindo e cobrando por meio de requerimentos e reuniões.

Para o vice-presidente da Casa, Vereador Idelfonso da Saúde (PMDB), uma vitória que deve ser comemorada.

“Fico feliz com esse avanço. Parabenizo o prefeito pela decisão que certamente vai ajudar muita gente. A partir do dia 03 de dezembro a população terá mais opções e condições para buscar assistência médica com as Unidades de Saúde do Grande Santos Reis, Maracanã e Esplanada passando a atender também em horário noturno. Foi uma decisão importante. Sabemos que a demanda na saúde é muito grande. Só o Alpheu de Quadros atendendo em horário estendido não dá conta da demanda. Para muita gente que trabalha durante o dia, ter como consultar depois das 18h traz mais tranquilidade”, destacou o Parlamentar.

Como será o trabalho

O Diretor de Atenção à Saúde, Bruno Pinheiro de Carvalho, explicou que cada unidade contará, no horário extra, com duas equipes completas (médicos, enfermeiros, dentistas, técnicos de enfermagem, farmacêutico, agentes de saúde).

A ampliação do horário de atendimento nessas unidades não trará custos para a Prefeitura.

“A macrorregião dos Santos Reis, por exemplo, tem cerca de 40 equipes, vamos fazer um rodízio. Duas equipes vão, uma vez por mês, trabalhar no horário noturno”, explicou Bruno.

As unidades escolhidas para o atendimento noturno foram estrategicamente escolhidas.

“Elas estão longe de outra unidade de atendimento, como por exemplo o Alpheu de Quadros”. É importante destacar que o atendimento de urgência e emergência continua sendo feito pelos hospitais: A ideia é dar continuidade ao atendimento primário a saúde, para ajudar, principalmente que não tem condições de ser companhado ou buscar ajuda  durante o dia”, finalizou o Diretor.